Uso inteligente de tecnologia e competências digitais pode impulsionar a produção econômica mundial em 2 trilhões de dólares até 2020, diz estudo

0

Otimizar o uso de tecnologias e competências digitais pode injetar 2 trilhões de dólares na produção econômica mundial até 2020, de acordo com um estudo realizado pela Accenture (NYSE: ACN). O levantamento também revela o papel estratégico que o digital desempenha na atividade econômica, com mais de um quinto do produto interno bruto mundial (PIB) atribuído a algum tipo de competência digital, capital e bens e serviços.

O relatório da Accenture Strategy - Digital Disruption: the Growth Multiplier - fornece uma nova e abrangente medida de escala da economia digital em 11 países. O estudo estima o valor agregado ao PIB por hardware, software e tecnologias correspondentes e por profissionais que precisam desses ativos digitais para executar seus trabalhos. Ele também calcula o valor dos bens e serviços digitais intermediários utilizados na produção.

Um pouco mais de um quinto (22%) da produção mundial está relacionada à economia digital de habilidades e capital. Os EUA são a economia mais digital do mundo, sendo que os investimentos existentes representam 33% da sua produção. Além disso, 43% da força de trabalho dos EUA e 26% de seu capital acumulado são capazes de suportar as atividades digitais relacionadas. Já em outros mercados, a economia digital varia: de mais de 30% no Reino Unido e Austrália, até 13% na China.

 PARTICIPAÇÃO DO DIGITAL NO PIB – 2015 E 2020

142

 

 

 

 

 

 

 

"Empresas e governos estão migrando para o digital no intuito de garantir um crescimento mais rápido em meio a um cenário econômico global de incertezas, porém, o tamanho da economia digital não é garantia de crescimento", avalia Mark Knickrehm, diretor executivo da Accenture Strategy. "As organizações precisam agir de forma agressiva para mudar o foco da tecnologia e de seus talentos digitais para, desta forma, obter eficiência na criação de modelos de negócios. Isso requer não só mais investimentos em digital, mas também uma transformação organizacional e cultural mais ampla, a fim de produzir bons retornos".

O relatório afirma que, para gerar maiores taxas de crescimento, as empresas terão que melhorar sua pontuação no Accenture Strategy Digital Density, metodologia que calcula a extensão da penetração digital nos negócios e na economia de um país. O método inclui tecnologia e competências digitais, bem como fatores favoráveis mais amplos, como a facilidade de acesso ao financiamento e a abertura do ambiente regulatório de um país.

Por exemplo, um aumento de 10 pontos na densidade digital geral da economia dos EUA resultaria em uma elevação de 368 bilhões de dólares no PIB de 2020; 1,8% maior do que as previsões atuais. Mas a Accenture Strategy calcula que uma combinação ideal de melhorias para competências digitais, capital e outros aceleradores poderia aumentar o PIB dos Estados Unidos em mais 421 bilhões de dólares até 2020, o que representa um aumento de 2,1%. De acordo com o estudo, os países com a conjuntura mais favorável à melhora da performance digital são Brasil (6,6%), Itália (4,2%), China (3,7%) e Japão (3,3%).

(Fonte: Brasscom – 22/01/2016)

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta