UEL formaliza parceria para pesquisa e desenvolvimento com as empresas Glyom e Aqia

0

A parceria foi oficializada por meio do Acordo de cooperação técnico-científica entre a Universidade Estadual de Londrina (UEL) e as empresas Glyom Tecnologia em Sínteses Ltda e Aqia Química Industrial Ltda, com toda negociação intermediada pelo Escritório de Transferência de Tecnologia da Aintec. A cooperação prevê a execução de um projeto de produção de soforolipídios pela levedura Candida bombicola para aplicação cosmética e industrial. As empresas cooperadoras irão financiar bolsas de estudos e os insumos para a pesquisa.

O projeto será coordenado pela Prof.ª Dr.ª Maria Antonia Pedrine Colabone Celligoi e executado pela aluna do programa de Pós-Doutorado, Drª Gabrielly Bersaneti, no Laboratório de Pesquisa do Departamento de Bioquímica e Biotecnologia da UEL. 

Segundo a Professora Dr.ª Maria Antonia, os soforolipídios são surfactantes de origem biológica que apresentam propriedades semelhantes aos sintéticos (geralmente a base de petróleo), com vantagens como: baixa toxicidade, melhor compatibilidade ambiental, entre outros, possuindo potencial para aplicações em diversas áreas incluindo alimentos, cosméticos e fármacos. Diz também que o objetivo do projeto é estudar a otimização da síntese destes soforolipídios utilizando diferentes fontes lipidicas vegetais, e suas aplicações direcionadas para as áreas cosmética e industrial.

A empresa Glyom e a empresa Aqia Química Industrial Ltda., possuem um contrato de Joint Venture, que objetiva a realização de negócios de comum proveito, tais quais: pesquisa e desenvolvimento, produção e comercialização de insumos cosméticos, farmacêuticos e de reposição nutricional, atuando, ambas, no processo de cooperação.

Para a Universidade, acordos que representam financiamentos de pesquisas que podem resultar em pedido de patente e eventual licenciamento da tecnologia, são muito importantes, visto que as empresas têm interesse na exploração comercial da tecnologia, o que geraria royalties à Universidade enquanto instituição promotora de pesquisa científica e tecnológica.

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta