Tecnologia londrinense torna real imóveis que ainda não foram construídos

0

Comprar um imóvel é sempre um momento de incerteza. Quem toma essa decisão muitas vezes se pergunta se aquele empreendimento é o ideal para suas necessidades, se ele vai ficar do jeito que imagina, se o espaço é o ideal para o tamanho da família ou equipe de trabalho… Mas frequentemente, quando se compra um apartamento, casa, ou sala comercial antes de eles serem construídos, o futuro proprietário investe às cegas e só vai saber exatamente onde vai morar ou trabalhar quando a construção é finalizada.

Foi pensando nisso que a Inside Places, empresa que participa do Programa Crowd Londrina, desenvolveu uma tecnologia capaz de aumentar a percepção do cliente final, possibilitando que ele “ande” em sua nova casa ou ambiente comercial antes mesmo da construção ser iniciada.

A Inside Places desenvolve aplicativos de realidade virtual imersiva para aumentar a percepção e valorizar projetos ou produtos nas áreas de arquitetura, design de interiores e construção civil. Com a solução da empresa, as pessoas podem entrar, ver e andar pelo ambiente, antes mesmo de estar construído. Os óculos 3D (cardboard box), outra tecnologia ofertada pela equipe, permitem ainda que se entre nos ambientes prontos a fim de ver como ele ficará quando mobiliado, por exemplo.

Essas facilidades são úteis para dar mais certeza em quem vai investir no imóvel e também para construtoras, arquitetos, indústria de revestimentos e móveis, além de designers que desejam mostrar o trabalho que fazem. “Resolvemos a barreira físico/geográfica à medida que podemos fazer um show room virtual e entregar na mão de uma equipe de vendas ou diretamente para quem está comprando um imóvel”, explica o sócio da empresa, Luis Henrique Lopes.

A construtora Arbbo, do Rio de Janeiro, é uma das que investiram na tecnologia da Inside Place. "Com a Inside, desenvolvemos toda a parte gráfica da divulgação de um empreendimento, desde os apartamentos decorados à planta do prédio. Além disso, desenvolvemos também o passeio virtual pelo apartamento e pelos principais pontos do condomínio", conta Julio Scarpati, sócio-diretor da construtora.

Para Scarpati, o trabalho da empresa londrinense dá uma projeção maior ao empreendimento e à construtora, facilitando e possibilitando a entrega de um apartamento decorado em qualquer reunião. “Isso seria impossível de outra forma e, assim, facilita a tomada de decisão dos clientes”, afirma.

Inside Places

A Inside Places já conta com 20 empresas brasileiras e uma espanhola em sua carteira de clientes. A tomada de decisão mais rápida, o aumento de percepção, a maior interação com os projetos e a inovação tecnológica são fatores essenciais para a contratação dessas tecnologias, mas Scarpati destaca mais um diferencial: “o que chama a atenção na empresa não é só o produto, como também o serviço. Mesmo a Arbbo estando no Rio de Janeiro, fechamos com a Inside, pois eles se envolvem em nossas necessidades específicas e ajustam o produto às nossas necessidades”. 

Os interessados em conhecer a tecnologia podem acessar a Plataforma de Gestão de Imagens Inside Places. Lá, arquitetos, designers e profissionais que utilizam imagens 360º, podem carregar seus renders ou fotos 360º e receber automaticamente as imagens em realidade virtual, em aplicativo em seu próprio celular e entregar o mesmo aplicativo para seus clientes. O profissional, ainda, pode criar seu próprio tour 360 e fixar em seu site, além de entregar aos seus clientes via app. Isso possibilita novas experiências aos usuários e uma dinâmica maior de interação. A gestão da informação pode ser feita por projeto e por cliente.

Crowd Londrina

O Crowd Londrina é um espaço do Telefónica Open Future, programa de incentivo ao empreendedorismo e à inovação aberta do Grupo Telefónica, em parceria com a Agência de Inovação Tecnológica da UEL (Aintec), por meio da incubadora Intuel, e o Sebrae Paraná. Para mais informações sobre o programa, acesse o link.  

Mariana Paschoal – assessoria de imprensa

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta