Proteção do conhecimento garante inovação de empresas de base tecnológica

0

Empresas de base tecnológica, como o próprio nome já diz, baseiam suas atividades na inovação tecnológica voltada para o mercado. Isso quer dizer que o objetivo desses empreendimentos é desenvolver produtos e/ou processos inovadores gerados a partir de um conhecimento científico.

Por inovador entende-se que não existem produtos e serviços iguais no mercado e  por isso proteger o conhecimento é importante para garantir a exclusividade e o lucro do que é criado pela empresa.

Os conhecimentos que uma empresa pode proteger são patentes, softwares, desenho industrial e marca. “Para não correr o risco de ter sua propriedade intelectual roubada e utilizada por outra empresa, os empreendedores precisam conhecer e providenciar a proteção do conhecimento gerado por eles antes de iniciar suas atividades no mercado”, explica a coordenadora do Escritório de Propriedade Intelectual (EPI) da Agência de Inovação Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (Aintec – UEL), Isabela Guedes.

A proteção do conhecimento possibilita que seu criador possa explorar a tecnologia com exclusividade, em um determinado território, por um período limitado de tempo. “Ao mesmo tempo, essa proteção fomenta novas pesquisas e invenções à medida que proporciona material suficiente para medir a evolução de uma determinada tecnologia com o passar do tempo, oportunizando seu melhoramento”, ilustra Isabela.

A Aintec oferece os serviços de proteção de conhecimento para a comunidade interna da UEL, para empresas incubadas e empresas e empresários externos.  “O valor trabalhado pela Aintec nesse tipo de serviço é bem abaixo do mercado, visto que o objetivo da Agência não é o lucro, e sim a proteção do conhecimento e aprimoramento tecnológico da comunidade interna e externa à universidade”, esclarece Isabela. O EPI também atende, com essa carta de serviços, pelo Sebraetec, um programa nacional do Sebrae, que tem o objetivo de aproximar prestadores de serviços tecnológicos dos pequenos negócios. 

Proteção do conhecimento de empresas incubadas 

Por entender a importância da proteção intelectual, a Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica da Universidade Estadual de Londrina (Intuel) incentiva as empresas incubadas a protegerem seu conhecimento. 

Ao assinar o contrato com a incubadora, as empresas ganham um serviço de propriedade intelectual gratuito. Esse serviço pode ser qualquer um dos que são oferecidos pelo EPI, incluindo também acompanhamento processual de propriedade intelectual. Ao apresentarem outras demandas por registro ou acompanhamento de propriedade intelectual, as incubadas podem ganhar um desconto de até 15%.

As empresas que desejam solicitar um serviço de propriedade intelectual no EPI podem entrar em contato pelos e-mails aintecsec@uel.br, aintepi@uel.br, ou pelo telefone (43) 3371-5812 e solicitar um orçamento. 

Mariana Paschoal – assessoria de imprensa

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta