Inscrições abertas para o Prêmio Brasil Bioeconomia 2018

0

As inscrições para o primeiro prêmio em bioeconomia avançada do Brasil estão abertas entre os dias 25  de abril e 31 de maio. A iniciativa pioneira no País tem como objetivo celebrar projetos de vanguarda em biotecnologia industrial, biologia sintética, biomateriais, biorrefinarias, produtos e processos de base biológica. Os vencedores serão conhecidos no dia 26 de julho no I Fórum Brasil Bioeconomia, em São Paulo (SP). O evento vai contar com lideranças nacionais e internacionais do setor para debater as inovações que podem transformar o futuro do Brasil e do mundo.

A ideia de condecorar as inovações que contribuem para a consolidação da bioeconomia brasileira parte da Associação Brasileira de Biotecnologia Industrial (ABBI). De acordo com o presidente executivo da ABBI, Bernardo Silva, a biotecnologia industrial é uma das maiores oportunidades de negócios desta geração. Isso porque a necessidade de reinventar os modelos de produção e consumo e garantirmos a sustentabilidade da humanidade é urgente. “O Prêmio Brasil Bioeconomia 2018 busca identificar e dar visibilidade às ideias mais inspiradoras, aos projetos mais revolucionários e aos agentes mais arrojados”, afirma o economista.

Os interessados podem se inscrever gratuitamente. Para isso basta acessar o site www.bioeconomia.com.br e escolher uma das seguintes categorias: ideia, pequenas e grandes empresas.

Ideia: insights de estudantes, microempreendedores individuais e startups que possam se tornar produtos inovadores.

Pequenas empresas: iniciativas de organizações com receita bruta anual de até 3,6 milhões de reais.

Grandes empresas: projetos de empresas com receita bruta anual superior a 3,6 milhões de reais.

 

Cada um dos candidatos será avaliado quanto ao ineditismo do projeto, potencial de transformação dos processos produtivos, comprometimento com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável do Pacto Global e viabilidade econômica. Confira o regulamento em detalhes aqui.

Segundo Bernardo Silva, a indústria do passado se desenvolveu às custas de recursos naturais limitados. “A indústria do futuro, obrigatoriamente, deverá fazer mais com menos, ter um impacto muito menor e contribuir para reverter os danos já causados”. O uso da biotecnologia industrial para o desenvolvimento de uma bioeconomia avançada é um dos caminhos para atingirmos essa meta. Por meio dela é possível reduzir as emissões de gases de efeito estufa e, ao mesmo tempo, aumentar a produtividade, nos aproximando de um futuro sustentável.

Os desafios para trilharmos esse caminho serão discutidos no I Fórum Brasil Bioeconomia, no dia 26 de julho, em São Paulo (SP), na Casa Bisutti. Para conhecer as ideias mais inovadoras, inspirar-se com as lideranças globais do setor e participar desse debate contemporâneo, reserve gratuitamente seu lugar no Fórum pelo link https://www.bioeconomia.com.br/inscricoes. Organizado em quatro mesas temáticas e com a presença de autoridades brasileiras e estrangeiras, o evento será o espaço ideal para descobrir, dialogar e promover temas relacionados à bioeconomia avançada e garantir, definitivamente, a entrada do Brasil no biofuturo.

 

Fonte: ABBI

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta