Aintec recebe visita de fundação norte-americana para troca de ideias entre incubadoras

0

A Agência de Inovação Tecnológica da UEL (Aintec) recebeu a visita do presidente da Brazil International Foundation, Aloysio Vasconcellos, na última segunda-feira (26). Vasconcellos veio ao Brasil em nome da Florida Atlantic University (FAU), com o objetivo de estreitar os laços entre Brasil e Estados Unidos e desenvolver um relacionamento entre incubadoras de empresas dos dois países.

Assim como a UEL, a FAU também tem uma incubadora de empresas de base tecnológica, que fica no Research Park Center da instituição. “Previamente, desenvolvemos uma aproximação com a Universidade Federal do Rio de Janeiro na área de ciências sociais políticas e relações internacionais. Essa parceria já resultou em troca de professores entre as instituições e foi nesse contato que tomamos conhecimento da Aintec”, explica Vasconcellos.

A Brazil International Foundation, que é uma fundação com a finalidade de integrar a comunidade empresarial brasileira e dos Estados Unidos, foi contatada pela universidade da Flórida para acelerar o relacionamento entre a incubadora de lá e as brasileiras. Isso porque a FAU tem interesse em conhecer outras incubadoras a fim de desenvolver a área de empreendedorismo e fazer um intercâmbio de ideias, informações tecnológicas, capital financeiro e intelectual. Segundo Vasconcellos, esse interesse se deve, principalmente, porque o Brasil é o maior parceiro comercial da Flórida. “Através dessa troca de informações, pode se estudar e se desenvolver trabalhos em comum”, esclarece Vasconcellos, que também afirma que essa é uma ótima oportunidade para melhorar a condição de vida dos brasileiros com a possibilidade de vinda de tecnologias norte-americanas avançadas.

Empresas visitadas

À ocasião, Aloysio Vasconcellos teve a oportunidade de conhecer uma empresa associada e duas incubadas na Incubadora Internacional de Empresas de Base Tecnológica da UEL (Intuel): a Biotech, a Eduletrando e a Rhizotech.

Biotech

A Biotech, empresa associada da Aintec, foi formada a partir de um grupo de pesquisa da área de microbiologia da Universidade. Entre as soluções que a empresa apresenta, está o biofertilizante com propriedades antibióticas para o controle de doenças agrícolas. Alguns dos diferenciais da empresa é o produto para controle de bactérias causadoras da doença greening. Não há outro produto que consiga combater esse problema no mercado.

Rhizotech

Também na área agrícola está a Rhizotech, que produz inoculantes de alta eficiência para as culturas de milho, trigo e tomate. A empresa incubada atua no campo de pesquisa e desenvolvimento de tecnologias que diminuam os custos de produção e que reduzam os impactos ambientais associados ao uso de fertilizantes minerais industrializados. E é justamente isso que os inoculantes fazem, por atuarem como um fertilizante biológico.

Eduletrando

Outra empresa incubada que teve a oportunidade de mostrar o seu trabalho foi a Eduletrando, participante do programa Crowd Londrina. A Eduletrando é uma startup educacional que trabalha com criação de conteúdo e realidade virtual em três frentes: entretenimento, educação e empresarial. Na visita, a equipe da  Brazil International Foundation pôde conhecer os Alienóides, personagens virtuais da empresa que serão expostos em shoppings em ações interativas.

“O que levo da Aintec à Flórida é um cenário com profissionais interessados, que têm objetivos e planos de crescimento. Vejo potencial de investimento e de levar produtos aqui produzidos aos Estados Unidos, assim como de trazer tecnologias mais avançadas para cá, desenvolvendo ainda mais o cenário empreendedor mundial”, finaliza Vasconcellos.

DSC_0514

DSC_0529

DSC_0533

DSC_0543

DSC_0545

Mariana Paschoal – assessoria de imprensa

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta