28ª Conferência Anprotec debaterá o papel dos ambientes de inovação perante as oportunidades e desafios do agronegócio

0

Considerado o maior evento de empreendedorismo inovador da América Latina, a Conferência tem como objetivo mostrar a excelência brasileira no empreendedorismo inovador para um dos setores mais importantes da economia

Neste ano a Conferência Anprotec 2018, que acontecerá entre os dias 17 e 20 de setembro, levará para os convidados, pela primeira vez, um tema setorial que diz muito sobre a economia do Brasil, “Agro: Negócio, Tecnologia e Inovação”. O evento, realizado pela Anprotec e pelo Sebrae, acontecerá em Goiânia – GO.

A escolha do tema não foi por acaso. Em Goiás, o agronegócio foi o grande responsável pela elevação do PIB do Estado, que atingiu R$ 189,9 bilhões em 2017, crescendo 21,5%, ou seja, bem acima da média nacional para o setor, que foi de 13%. Os produtos ligados ao agronegócio sempre estiveram no topo do ranking das exportações realizados pelo Estado, correspondendo a mais de 70% da cadeia produtiva.

Além de grande produtor e exportador de commodities, o Brasil tem um sólido ecossistema que lhe permite estar na vanguarda tecnológica do agronegócio e ser referência para o restante do mundo e por isso a importância do tema para a Conferência.

“Esta é a primeira vez que temos um tema setorial na nossa Conferência. Vamos continuar discutindo as oportunidades e desafios dos ambientes de inovação brasileiros, porém, vamos inserir este debate no contexto do agronegócio, que tem passado por uma intensa revolução tecnológica, e Goiás é, certamente, o melhor local para sediar essa discussão”, explica o presidente da Anprotec, José Alberto Sampaio Aranha.

Durante os quatro dias de evento pesquisadores, especialistas e empreendedores assistirão à plenárias, sessões paralelas e técnicas, e participarão de workshops que tem como foco a busca por novos caminhos, com ajuda da tecnologia, para pensar em soluções para o agronegócio brasileiro.

“O setor tem passado por uma revolução com tecnologias como a internet das coisas, sensores, big data, drones, dentre tantas outras. Isso abre um leque de oportunidades para todo o ecossistema de inovação brasileiro”, complementou Aranha.

Programação

Com um formato que presa pela prática e também pela construção do conhecimento de forma teórica, o evento contará com minicursos, workshop, fórum, plenárias, sessões e visitas técnicas que ajudarão a aperfeiçoar o debate e melhorar o networking sobre as melhores práticas do empreendedorismo inovador que podem ser aplicadas no agronegócio.

Os especialistas abordarão tendências e movimentos no Brasil e no mundo que podem auxiliar o país nas políticas e práticas para os negócios de impacto.

Minicursos

Durante o primeiro dia do evento serão realizados três minicursos. Nestas atividades serão abordados temas variados, desde os aspectos legais do novo Marco Legal, tendências de investimento de impacto para os negócios no Brasil, como gerar negócios inovadores na área da saúde.

Workshop

As atividades do workshop serão coordenadas por Jorge Audy, Ex-presidente e Conselheiro da Anprotec. No primeiro painel será discutido o “Papel dos ambientes de inovação no desenvolvimento regional/nacional” com apresentação de cases como o de Israel e da Coreia do Sul.

No segundo painel o foco ficar para as “Políticas públicas para desenvolvimento de ecossistemas de inovação”. Os participantes debaterão sobre o papel dos ambientes de inovação no desenvolvimento regional e na promoção do ecossistema de inovação (futuro dos ecossistemas).

Por fim, haverá a construção coletiva de proposições de políticas públicas para estímulo à geração de ecossistemas de inovação. Esta carta será entregue aos governadores e aos presidenciáveis.

Encontro prefeitos

Durante o primeiro dia do evento haverá uma reunião com prefeitos de diversas cidades com o objetivo de discutir políticas públicas de empreendedorismo e inovação para cidades. O encontro acontece no dia 17 de setembro, das 15h30 às 17h30.

Fórum Sebrae

Um das atividades práticas realizadas será a simulação no Fórum Sebrae, que montará um cenário de uma fazendo padrão para representar o bioma cerrado. Nele haverá a simulação de ambientes de agricultura e/ou pecuária onde será proporcionado ao público uma “degustação” de tecnologias emergentes, sejam elas relacionadas a alimentos, água, clima, energia e/ou bioeconomia.

Plenárias

As plenárias acontecerão durante dois dias, no dia 18 e 18/09. A primeira plenária tratará do tema central do evento “Agro: Negócio, tecnologia e inovação” e será apresentada por Cleber Oliveira Soares, Diretor Executivo de Inovação e Tecnologia da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). O Presidente da Anprotec, José Alberto Sampario Aranha será o moderador.

Marcos Jank, Presidente da Aliança Agro Ásia-Brasil é quem fará a segunda plenária do evento que debaterá os “Desafios internacionais e novas oportunidades geradas pelo agronegócio brasileiro”.

No terceiro dia de conferência os palestrantes, Diogo Silva Siqueira da Incubadora de Empresas Inovajab e Francisco Jardim da SP Ventures falarão sobre investimento em negócios de impacto voltados ao agronegócio na plenária “Aprendendo com cases de sucesso Agritech”.

Para fechar o ciclo de plenárias, Weber A. Neves do Amaral, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ USP), debaterá sobre “Economia Circular: uma transição de mãos dadas com a inovação para a competitividade”.

Visitas Técnicas

No último dia da Conferência Anprotec os participantes terão a chance de participar de duas visitas técnicas para realizar uma imersão no ecossistema empreendedor goiano. O primeiro roteiro apresentará o Instituto Gyntec e o Parque Tecnológico Samambaia na Universidade Federal de Goiás (UFG).

No segundo roteiro os participantes poderão conhecer o Centro de Empreendedorismo e Incubação da Universidade Federal de Goiás (CEI/UFG) e a Incubadora de Empresas da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC- GO).

O objetivo é que os mais diversos atores do ecossistema de inovação como, institutos tecnológicos, incubadoras, acelerados, startups, universidades e parques tecnológicos compartilhem suas experiências.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação (SED), do Governo de Goiás é o organizador local. O evento conta com patrocinadores como Finep; Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações; Governo Federal e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Serviço

Data: 17 a 20 de setembro

Local: Centro de Convenções Goiânia |Rua 4, 1400. Portão 6. Centro. Goiânia – GO.

Mais informações: conferenciaanprotec.com.br

Fonte: Anprotec

Compartilhe.

Deixe Uma Resposta